terça-feira, 28 de março de 2017

The Golden Desert

The Mothercrow - "The Light" (2016)

Review: ⚡ Andromeda Space Ritual - 'Satellite’ EP (2017) ⚡

Da cidade polaca de Krapkowice chega-nos ‘Satellite’, o espantoso EP de estreia do jovem quarteto Andromeda Space Ritual. Baseado num envolvente, viajante e hipnótico Space Rock de mãos dadas com um narrativo, estético e contemplativo Post Rock e um delirante, sideral e estimulante Psych Rock, este EP tem a capacidade de nos destrancar e propulsionar a alma pelos intrigantes, amplos e alienígenas domínios do lado eclipsado da Lua, deixando para trás um corpo despido e inerte. É à incrível boleia da sonoridade fascinantemente descritiva de ‘Satellite’ que a nossa consciência floresce pelos deslumbrantes firmamentos da verticalidade cósmica, instaurando em nós uma intensa sensação ataráxica que nos estarrece do primeiro ao derradeiro tema do EP. Purifiquem-se nestas poeiras estelares e mergulhem na profunda vacuidade de um Cosmos bocejante ao narcotizante som de uma guitarra xamânica que com os seus riffs faraónicos e solos lisérgicos lidera toda esta mística odisseia pelo vasto negrume espacial, um atraente baixo de linhas oscilantes, robustas e magnetizantes que nos obriga a murmurá-lo e dançá-lo, uma bateria morfínica de ritmicidade branda, delicada e pacífica que nos recosta e embalsama a um poderoso estádio de imperturbável hipnose, e um inebriante sintetizador que gera, tempera e propaga toda uma visceral, sublime e fenomenal atmosfera astral. ‘Satellite’ é um majestoso e requintado trabalho que nos deixa a sós com a eternidade. São 32 minutos atestados de um êxtase celestial que nos absorve e petrifica. Entreguem as rédeas da vossa espiritualidade a Andromeda Space Ritual e sejam testemunhas privadas de uma portentosa cerimónia obscurantista rezada pelos astros. Um dos mais notáveis EP’s de 2017 está aqui, na mágica e nebulosa alma de ‘Satellite’.

Tia Carrera (live)

domingo, 26 de março de 2017

Sucking the 70's!

Review: ⚡ Cave Suns - 'Canned Howl’ EP (2017) ⚡

‘Canned Howl’ representa o admirável EP de estreia de Cave Suns, um excitante power-trio sediado na cidade inglesa de Newcastle. Alicerçada num agradável, mélico e requintado Psych Rock em erótica cumplicidade com um arrebatador, exuberante e dançante Blues, a fascinante e prazerosa sonoridade de Cave Suns pendula entre o entusiasmo e a placidez, conduzindo-nos por uma envolvente, paradisíaca e deslumbrante digressão pelos frondosos, radiosos e perfumados jardins da espiritualidade. Embrenhem-se no intenso esplendor de ‘Canned Howl’ de consciência atrelada a uma voluptuosa guitarra que se desenvolve por riffs fluídos, sedosos e comoventes, e se desvaira em impressionantes, ácidos e alucinantes solos que nos afunilam por uma profunda e vertiginosa espiral, um magnetizante baixo de linhas dinâmicas, carregadas e pulsantes que sombreia e tonifica toda esta veraneia e aromática brisa sonora, uma encantadora bateria de alegre e estimulante orientação rítmica, e ainda uma voz mélica, condimentada e harmoniosa que se passeia livre e atraentemente pela mágica e esplendorosa atmosfera de ‘Canned Howl’. Este é um EP de uma beleza transcendente que nos captura e enfeitiça ao longo dos dois temas que o habitam. Chego ao fim da sua curta duração completamente arrebatado pelo encantamento que o governa e a salivar pelo prolongamento desta prestigiosa e adorável ambiência que – espero eu – se traduza no futuro e merecido lançamento de um álbum. Este é um EP que toca a perfeição. Deleitem-se neste prazeroso oásis sonoro abençoado por Cave Suns e vivenciem um inolvidável estádio de constante levitação espiritual.

Ⓒ Adam Bartos